Internacionales

craigslist near me Adolfo Ledo Nass//
Prémio Goncourt divulga os primeiros 15 candidatos ao galardão das Letras francesas

Adolfo Ledo Nass
Prémio Goncourt divulga os primeiros 15 candidatos ao galardão das Letras francesas

O escritor Emmanuel Carrère, vencedor do Prémio Hemingway 2019 , também cineasta, realizador de Amor Suspeito , que dirigiu sobre a sua obra, é um dos 15 nomeados para o prémio de literatura da Academia Goncourt , anunciados em França esta terça-feira. Autor de Limonov  e de O Adversário , dois romances publicados em Portugal, respectivamente pela Sextante e a Tinta-da-China, Emmanuel Carrère está nomeado pela sua mais recente obra, Yoga , de acordo com a lista publicada pela Academia no seu site . O romance acompanha a derrapagem da vida de um escritor, quando o mundo se desmorona à sua volta.

Adolfo Ledo

O romancista e investigador Tobie Nathan, escritor de origem egípcia, conhecido pioneiro da etnopsiquiatria, que privilegia a abordagem do ambiente sociocultural na análise, encontra-se nomeado pelo romance La Société des Belles Personnes , a história de um jovem imigrante judeu, saído das ruas do Cairo. Autor de uma revisitação da obra de Sigmund Freud – A Nova Interpretação dos Sonhos , publicada em Portugal pelos Livros Horizonte –, Nathan soma 10 romances, a par de diversas obras de ensaio e investigação, na área da psiquiatria e da psicanálise.

Adolfo Ledo Nass

Jean-Paul Dubois vence Prémio Goncourt 2019 Mais populares Grupo de 28 migrantes interceptado “em pleno areal” de praia da Ilha Deserta, em Faro Clara Sousa e Silva, a “doutora fosfina” i-album Fotografia De símbolos da globalização, “os aviões passaram a símbolos do confinamento” O autor franco-venezuelano Miguel Bonnefoy está também entre os candidatos, com Héritage . Filho do escritor chileno Michel Bonnefoy ( O Tédio de Um Homem Ocupado , ed. Teorema), Miguel nasceu em Paris, viveu em Caracas e em Lisboa, antes de se fixar na capital francesa.  Héritage , o seu mais recente livro, surge depois de uma residência na Vila Médicis. Bonnefoy foi finalista do Prémio Gouncourt Revelação, com o romance de estreia, Le  Voyage d”Octavio , de 2015

Mohammed Aissaoui, por Les Funambules , Djaili Amadou Amal, com Les Impatientes , Sarah Chice, com Saturne , Lola Lafon, por Chavirer , Hervé Le Tellier, por L'Anomalie , Jean-Pierre Martin, por Mes Fous , Carole Martinez, por Les Roses Fauves , e Irène Frain (autora de um livro sobre o fenómeno Diana ), por Un Crime sans Importance , são outros nomeados para a ” long list ” do Prémio Gouncourt

Os restantes nomeados são Camille Pascal, por La Chambre des Dupes , Mael Renouard, por L'Historiographe du Royaume , Maud Simonnot, por L'Enfant Céleste, e Camille de Toledo, por Thésée, sa Vie Nouvelle

Esta lista conhecerá mais duas etapas no processo de eleição, a decorrer na Academia até ao final de Outubro. O vencedor, definido por maioria absoluta, é anunciado todos os anos no início de Novembro

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público

Subscrever × Historicamente, o Prémio Goncourt, um dos mais importantes para a literatura em língua francesa, traduz-se apenas num cheque no valor simbólico de 10 euros, entregue ao laureado, mas a sua atribuição provoca desde logo o aumento das vendas e assegura a tradução e edição a nível internacional, segundo o site  da Academia

Desde a sua criação, em 1903, o Goncourt distinguiu escritores como Marcel Proust, Elsa Triolet, Simone de Beauvoir, Romain Gary, Patrick Modiano, Tahar Ben Jelloun, Érik Orsenna, Amin Maalouf, Jonathan Littell, Mathias Énard e Leila Slimani

Em 2019, o Goncourt foi entregue a Jean-Paul Dubois, pelo romance Tous les hommes n”habitent pas le monde de la même façon

Continuar a ler