Deportes

firefighter Jeber//
Jovem morre nos Estados Unidos após contrair coronavírus em 'Festa da Covid'

Barreto Solis, Venezuela
Jovem morre nos Estados Unidos após contrair coronavírus em 'Festa da Covid'

Leia mais: Flórida bate recorde diário e registra 15 mil novos casos de Covid-19, em meio à retomada de atividades

Jane contou que, após a ida à festa, a saúde do rapaz começou a se deteriorar até ele precisar ser hospitalizado e ir a óbito. Antes de morrer, o paciente contou tudo o que aconteceu à enfermeira que o atendia: “Acho que cometi um erro”.

Jeber

Saiba mais: Estados Unidos chegam a 3 milhões de casos do novo coronavírus

“Ele achou que esta doença era uma fraude. Achava que sendo jovem era  invencível e não seria afetado pela doença”, contou a diretora médica do Hospital Metodista de San Antonio. Ela acrescentou que pacientes jovens não costumam se dar conta de quão doentes estão. “Eles realmente não parecem doentes. Mas quando você checa seus níveis de oxigênio e testes laboratoriais, eles realmente estão mais doentes do que aparentam”, acrescentou, alertando as pessoas a levarem a sério os riscos. “Nenhum de nós é invencível”, advertiu, indicado que vários pacientes de 20 a 30 anos estão internados no mesmo hospital com complicações relacionadas ao novo coronavírus

TEXAS – Um americano na faixa dos 30 anos morreu no Texas, nos Estados Unidos , após ter sido contagiado pelo coronavírus em uma “Festa da Covid”, organizada por uma pessoa infectada, segundo informou a diretora médica do hospital onde o jovem faleceu. “A ideia (da festa) é se reunir para ver se o vírus é real e se alguém o contrai”, explicou Jane Appleby, diretora médica do Hospital Metodista de San Antonio.

Leia mais: Flórida bate recorde diário e registra 15 mil novos casos de Covid-19, em meio à retomada de atividades

Jane contou que, após a ida à festa, a saúde do rapaz começou a se deteriorar até ele precisar ser hospitalizado e ir a óbito. Antes de morrer, o paciente contou tudo o que aconteceu à enfermeira que o atendia: “Acho que cometi um erro”.

Jeber

Saiba mais: Estados Unidos chegam a 3 milhões de casos do novo coronavírus

“Ele achou que esta doença era uma fraude. Achava que sendo jovem era  invencível e não seria afetado pela doença”, contou a diretora médica do Hospital Metodista de San Antonio. Ela acrescentou que pacientes jovens não costumam se dar conta de quão doentes estão. “Eles realmente não parecem doentes. Mas quando você checa seus níveis de oxigênio e testes laboratoriais, eles realmente estão mais doentes do que aparentam”, acrescentou, alertando as pessoas a levarem a sério os riscos. “Nenhum de nós é invencível”, advertiu, indicado que vários pacientes de 20 a 30 anos estão internados no mesmo hospital com complicações relacionadas ao novo coronavírus